Entrevista Foto de Sonho: uma visão sobre a fotografia de Casamento

Trazemos uma entrevista que muito gostámos de realizar, da Zankyou para a Foto de Sonho, em que falámos com muito gosto sobre como nasceu a marca, procura de um estilo e visão pessoal do dia de Casamento e… uma fórmula mágica!

Por Solange Sousa Mendes / Zankyou:

“Esta equipa elege a sessão fotográfica com os noivos, como a chave de ouro para um acontecimento mágico, “onde a adrenalina fervilha e a mente não pára”. E são precisamente os românticos e apaixonados, o alvo perfeito para as suas câmaras, já que o seu estado de alma permite a estes profissionais captar momentos verdadeiros e emocionantes (as suas preferidas). Fazendo sempre jus ao uso da sua criatividade, a Foto de Sonho adora poses românticas e naturais, que invocam uma contemplação do momento.

Mas há muito mais para dizer sobre esta empresa. Para a conhecer melhor, a Zankyou partilha consigo a conversa descontraída com um dos seus fundadores:”

 
Noiva campestre retrato luz dourada campo Alentejo Casamento Entrevista aos fotógrafos da Foto de Sonho
 

Quando e como surgiu o vosso projecto?

O Hélio Cristóvão e o Marco Santos Marques são as pessoas por trás deste projecto. No princípio, éramos fotógrafos de natureza e paisagem natural, e procurávamos a linguagem mais artística dentro desse estilo. Isto aconteceu há dez anos, e foi nessa altura, num workshop emblemático da Primeira Luz (ex-Fotonature), que nos conhecemos e nos tornámos amigos. O Marco era músico e o Hélio, topógrafo por terras do Alentejo. A fotografia era uma paixão que nos definia, e cada vez mais tomava conta das nossas vidas. Fotografámos os primeiros casamentos a convite de amigos. Aí abriu-se uma porta e um novo mundo se revelou. A adrenalina, o ritmo do dia e a mistura de vários estilos, fosse produto, paisagem, foto-jornalismo ou arquitectura… tudo se revelava num desafio único para registar uma história impactante. A partir daí, nunca mais parámos, nunca mais vimos a fotografia de casamento da mesma forma. Assim, nasceu a marca Foto de Sonho, em 2012. Mas apenas a meio de 2014, o Marco se juntou a tempo inteiro ao projecto, e o mesmo ganhou os contornos do que é hoje. Os anos de experiência, amadurecimento de ideias e procura de um estilo, faz-nos acreditar no sucesso do projecto e que estamos no caminho certo.

Que serviços oferecem aos noivos?

Oferecemos a história do dia de casamento, em fotografias. O nosso serviço essencial é a nossa interpretação dos momentos no dia. Temos a possibilidade de trabalhar com um ou dois fotógrafos, sem limites de fotografias. Oferecemos também uma sessão de noivado, fotografias realizadas antes do casamento, que acreditamos ser muito importante para contar uma história mais rica e nos conhecermos melhor.

 

 

E que material entregam?

Entregamos fotografias em alta resolução, cuidadosamente seleccionadas e editadas, como produto final. Entregamos álbuns muito personalizados e mais alguns produtos elegantes, criados manualmente por artesãos, como uma espécie de encontro entre o moderno e o sofisticado, com a tradição de criar como o antigamente. E com bom gosto!

Que tipo de reportagem caracteriza o vosso trabalho?

Queremos contar uma história emocionante. A nossa reportagem vive de dois estilos: foto-jornalismo e direcção criativa. Durante grande parte do dia estamos em modo ‘foto-jornalismo’, a viver e a reagir fotograficamente ao desenrolar dos acontecimentos. Isso permite-nos uma reportagem honesta, directa, e captar momentos verdadeiros e emocionantes. Depois vivemos num limbo. Em alguns momentos, especialmente nos retratos, gostamos de juntar alguma dose de direcção criativa. Isto acontece na sessão com os noivos no dia de casamento. Aí gostamos de sugerir a melhor luz, um local, e criar um ambiente mais controlado, longe do caos da vida real. Isso permite-nos criar momentos de contemplação, enquadramentos românticos e retratos sonhadores… gostamos disso.

 

 

O que mais gostam de fotografar quando estão a fazer uma reportagem de casamento?

Quando saímos porta fora rumo ao dia, há uma ansiedade. O que nos espera? Como irá correr? Criamos expectativas. Acredito que seja como um artista antes de subir ao palco e começar a actuar. Depois, começando o trabalho, isso passa. Partir desta expectativa e ver a história a ganhar forma é muito gratificante. Pelo meio, partilhamos momentos super especiais com os noivos e famílias. E isso é um privilégio, tendo feito de nós pessoas melhores. Cada momento tem o seu próprio carisma ao longo do dia. É como a magia da madrugada até ao sol da manhã, da luz da tarde ao crepúsculo do anoitecer. Os nossos favoritos são os preparativos da noiva – um momento realmente místico – as felicitações após a cerimónia, com grandes demonstrações de afecto. Nós somos tipos atraídos por esses momentos. Depois, a sessão fotográfica com os noivos é a chave de ouro para um acontecimento mágico, onde a adrenalina fervilha e a mente não pára.

O que vos distingue da concorrência?

As pessoas que somos. Acima de tudo, a mensagem que queremos passar é que a fotografia é algo muito pessoal e deve haver uma identificação dos noivos com o estilo e com as pessoas que estarão ao seu lado no grande dia. Mais que isso, a empatia que criamos fará toda a diferença. Por isso, o que nos distingue da concorrência, é o que distingue todos os autores: a sua própria visão do mundo.

 

 

Há alguma história que vos tenha emocionado particularmente desde que estão no mercado dos casamentos?

Se há! Inclusivamente temos um casamento publicado aqui na Zankyou que nos tocou particularmente, a Lurdes e o Hugo, que casaram no Alentejo, corria o mês de Maio. A troca dos votos teve um recital de poesia pela noiva, misturado com o lado emocional das palavras olhos nos olhos. É inexplicável! Testemunhar e congelar no tempo essas memórias com a fotografia, é algo que poderemos dizer que tem um certo poder.

Que dicas podem dar aos noivos para que posem melhor nas fotografias do seu casamento?

Gostamos de poses naturais e românticas, que invoquem uma contemplação do momento. Para criar este estilo, sugerimos que descontraiam e vivam o momento com naturalidade, e que nos dêem algum tempo para aperfeiçoar o retrato. Questões como o ângulo mais bonito, a luz que favorece melhor, serão a nossa tarefa…

 
Sessão fotos casamento em Cascais Retrato artístico Noivos e Pombos Porta Verde Igreja
 

Quais os ingredientes de sucesso para uma boa foto-reportagem de casamento?

A fórmula mágica? Essa possivelmente nem existe. Para nós, o sucesso é dar o nosso melhor e fazer de tudo para a felicidade dos noivos, sendo o seu bem-estar a prioridade do dia. Costumamos dizer que a boa fotografia começa na primeira reunião, quando nos conhecemos. Dessa empatia, surge a vontade de criar a história. Mais, ter um bom domínio da luz natural é essencial, e conhecer impecavelmente o que poderemos conseguir com o equipamento em variadas situações também. Como em qualquer género de fotografia, é indispensável conhecer bem o motivo. Isto dá-nos antecipação, em modo de foto-jornalismo, para contar a história. Mas acima de tudo, saber fotografar é apenas uma parte da fórmula! É fundamental manter uma boa comunicação, criar um ambiente de boa disposição e abraçar todos os desafios e improvisos que um dia de casamento oferece.

Qual a antecedência com que os noivos vos devem contactar?

Em média, um ano de antecedência é ideal, pois já temos uma linguagem do que será o nosso serviço e o que queremos oferecer nessa época vindoura.

 

 

Poderão verificar esta entrevista no sítio original, aqui.

 

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

*

*